domingo, 26 de agosto de 2012

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

WEB QUEST PARA ALUNOS.

PRODUÇÃO DE JOGOS EDUCATIVOS...


zondle - games to support learning

Tecnologias na minha escola‏...

O CASARÃO

 O FANTASMA DO CASARÃO Assista ao vídeo "O fantasma do casarão" do Sítio do Picapau Amarelo, leia o texto "Recado de Fantasma". Entre no formulário e responda as perguntas.
 O FANTASMA DO CASARÃO
Assista ao vídeo "O fantasma do casarão" do Sítio do Picapau Amarelo, leia o texto "Recado de Fantasma". Entre no formul http://www.youtube.com/watch?v=gNU1-t0nMgE&feature=related





CONTO...

Acredito que tudo com amor se pode transformar, por isso ensinar com amor é diferente e faz diferença! Deixo para refletir uma das frases de reflexão de Madre Teresa de Calcultá. “Não sei ao certo como é o Paraíso, mas sei que quando morrermos e chegar o tempo de Deus nos julgar, Ele Não perguntará, Quantas coisas boas você fez em sua vida?, antes ele perguntará, Quanto AMOR você colocou naquilo que fez?

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Ser Pai é ser Especial todos os dias na vida dos seus filhos...

Há um período em que os pais vão ficando órfãos dos próprios filhos.

É que as crianças crescem.
Independentes de nós, como árvores, tagarelas e pássaros estabanados, elas crescem sem pedir licença.
Crescem com uma estridência alegre e, às vezes, com alardeada arrogância.
Mas não crescem todos os dias, de igual maneira; crescem, de repente.

Um dia se assentam perto de você no terraço e dizem uma frase de tal maturidade
que você sente que não pode mais trocar as fraldas daquela criatura.
Onde e como andou crescendo aquela danadinha que você não percebeu?
Cadê aquele cheirinho de leite sobre a pele?
Cadê a pazinha de brincar na areia, as festinhas de aniversário com palhaços,
amiguinhos e o primeiro uniforme do maternal?

Ela está crescendo num ritual de obediência orgânica e desobediência civil.
E passam-se os tempos, de festinhas de aniversários,
o primeiro uniforme do maternal, os patins, as mochilas desconfortaveis.
Elas de cabelos longos, nós, com cabelos esbranquiçando
Um dia não precisamos mais pega-las na casa das amiguinhas e nem na aula.
Saíram do banco de trás e passaram para o volante de suas próprias vidas
Deveríamos ter ido mais vezes à cama delas ao anoitecer
para ouvir sua alma respirando conversas e confidências entre os lençóis da infância.

Por último a sensação de culpa:
Não as levamos suficientemente à pracinha,
não lhes compramos tudo o que gostaríamos de ter comprado.
Elas cresceram sem que esgotássemos nelas todo o nosso afeto.
Por isso, é necessário fazer alguma coisa a mais, antes que elas cresçam.

E aí chega o momento que só nos resta ficar de longe,
torcendo e rezando muito para que elas acertem nas escolhas.
E que as conquistem do modo mais completo possível.

sábado, 11 de agosto de 2012

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

AMIZADE!!!!!



Pela amizade que você me devota,
por meus defeitos que você nem nota...

Por meus valores que você aumenta,
por minha fé que você alimenta...

Por esta paz que nós nos transmitimos,
por este pão de amor que repartimos...

Pelo silêncio que diz quase tudo,
por este olhar que me reprova mudo...

Pela pureza dos seus sentimentos,
pela presença em todos os momentos...

Por ser presente, mesmo quando ausente,
por ser feliz quando me vê contente...

Por este olhar que diz:
"Amigo, vá em frente!"

Por ficar triste, quando estou tristonho,
por rir comigo quando estou risonho...

Por repreender-me, quando estou errado,
por meu segredo, sempre bem guardado...

Por seu segredo, que só eu conheço,
e por achar que apenas eu mereço...

Por me apontar pra DEUS a todo o instante,
por esse amor fraterno tão constante...

Por tudo isso e muito mais eu digo:

FERNANDO TOSCANO

Fácil e difícil!!!!



Falar é completamente fácil, quando se tem palavras em mente que se expresse sua opinião...
Difícil é expressar por gestos e atitudes, o que realmente queremos dizer.
Fácil é julgar pessoas que estão sendo expostas pelas circunstâncias...
Difícil é encontrar e refletir sobre os seus próprios erros.
Fácil é fazer companhia a alguém, dizer o que ela deseja ouvir...
Difícil é ser amigo para todas as horas e dizer a verdade   quando for preciso.
Fácil é analisar a situação alheia e poder aconselhar sobre a
mesma... 

Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer.
Fácil é demonstrar raiva e impaciência quando algo o deixa irritado...
Difícil é expressar o seu amor a alguém que realmente te conhece.

Fácil é viver sem ter que se preocupar com o amanhã...
Difícil é questionar e tentar melhorar suas atitudes impulsivas e as vezes impetuosas, a cada dia que passa.

Fácil é mentir aos quatro ventos o que tentamos camuflar...
Difícil é mentir para o nosso coração.

Fácil é ver o que queremos enxergar...
Difícil é saber que nos iludimos com o que achávamos ter visto.

Fácil é ditar regras e, Difícil é segui-las... 
(*) Título original: Reverência ao destino (Carlos Drummond de Andrade)
 

CERTEZAS... Não quero alguém que morra de amor por mim…

Não quero alguém que morra de amor por mim…

Só preciso de alguém que viva por mim, que queira estar junto de mim, me abraçando.
Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo,
quero apenas que me ame, não me importando com que intensidade.
Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim…
Nem que eu faça a falta que elas me fazem, o importante pra mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível…
E que esse momento será inesquecível..
Só quero que meu sentimento seja valorizado.
Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto, mesmo quando a situação não for muito alegre…
E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor.
Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém…
e poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos,
que faço falta quando não estou por perto.
Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras,
alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho…
Que me veja como um ser humano completo, que abusa demais dos bons
sentimentos que a vida lhe proporciona, que dê valor ao que realmente
importa, que é meu sentimento… e não brinque com ele.
E que esse alguém me peça para que eu nunca mude, para que eu nunca
cresça, para que eu seja sempre eu mesmo.
Não quero brigar com o mundo, mas se um dia isso acontecer, quero ter
forças suficientes para mostrar a ele que o amor existe…
Que ele é superior ao ódio e ao rancor, e que não existe vitória sem humildade e paz.
Quero poder acreditar que mesmo se hoje eu fracassar, amanhã será outro dia,
e se eu não desistir dos meus sonhos e propósitos,
talvez obterei êxito e serei plenamente feliz.
Que eu nunca deixe minha esperança ser abalada por palavras pessimistas…
Que a esperança nunca me pareça um “não” que a gente teima em maquiá-lo de verde e entendê-lo como “sim”.
Quero poder ter a liberdade de dizer o que sinto a uma pessoa, de poder
dizer a alguém o quanto ele é especial e importante pra mim,
sem ter de me preocupar com terceiros…
Sem correr o risco de ferir uma ou mais pessoas com esse sentimento.
Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão…
Que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades e às pessoas,
que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim…
e que valeu a pena.

Mário Quintana

A FELICIDADE - VINÍCIUS DE MORAES


Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A felicidade é como a pluma
Que o vento vai levando pelo ar
Voa tão leve
Mas tem a vida breve
Precisa que haja vento sem parar

A felicidade do pobre parece
A grande ilusão do carnaval
A gente trabalha o ano inteiro
Por um momento de sonho
Pra fazer a fantasia
De rei ou de pirata ou jardineira
Pra tudo se acabar na quarta-feira

Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A felicidade é como a gota
De orvalho numa pétala de flor
Brilha tranqüila
Depois de leve oscila
E cai como uma lágrima de amor
A felicidade é uma coisa boa
E tão delicada também
Tem flores e amores
De todas as cores
Tem ninhos de passarinhos
Tudo de bom ela tem
E é por ela ser assim tão delicada
Que eu trato dela sempre muito bem

Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A minha felicidade está sonhando
Nos olhos da minha namorada
É como esta noite, passando, passando
Em busca da madrugada
Falem baixo, por favor
Pra que ela acorde alegre com o dia
Oferecendo beijos de amor

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

PERFIL DO PROFESSOR

Sou um professor antenado?

Educomunicação em escolas públicas

De que forma as tecnologias podem auxiliar no desenvolvimento de projetos de aprendizagem?

Analisando o panorama do uso das mídias nas nossas escolas

Utilizar a mídia na escola é o primeiro passo para a leitura do mundo. Em contrapartida, é essencial que o exercício cotidiano no uso da mídia na sala de aula não se limite à leitura de jornais, revistas ou dos veículos eletrônicos. Para se ler o mundo a partir dos olhares dos outros, é fundamental que seus leitores aprendam antes a ler o mundo em que vivem, por meio da construção de suas próprias narrativas. Só assim será possível a construção do conhecimento, a transformação do educando em sujeito de sua própria história. A aquisição do pensamento crítico é resultado da inserção e percepção direta do aluno como agente mobilizador na sua realidade. (CALDAS, 2001, p.129,).



2 - Vídeos: Assista a entrevista com o jornalista e educador Alexandre Sayad 3 - Projeto Oficinas Midiáticas Conheça o projeto Oficinas Midiáticas desenvolvido pela professora Antonia Vieira no CAIC Professor Mariano Costa. A professora trabalha com alunos no contra-turno e desenvolve oficinas de produção de vídeo em Stop Motion e dá continuidade do projeto Rádio Web, iniciado na escola em 2006. Visite o blog (assista a alguns vídeos produzidos pelos alunos) e o site da rádio (ouça alguns programas) e deixe seu comentário para a professora e os alunos.

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Atividades da WEBQUEST 4º ANO B

1ª ETAPA: WUEBQUEST:
  • O primeiro passo da Web Quest foi uma conversação com o4ºB, sobre nosso projeto,Características e classificação dos Animais,  E  a utilização da WEBQUEST, e o que é WEB QUEST? Como estaremos utilizando esta nova ferramenta.
  • Pesquisamos sobre os anfíbios sua vida e reprodução, utilizamos o texto e formamos perguntas pra Produção do Jogo Educativo, construímos um coletivo com o auxilio do multimídia, professora como mediadora da ação na construção do mesmo, no site do  zondle - games to support learning
Em sala a profª Rosemari  construiu com o 4º ano as perguntas pra criação do jogo educativo.

Sala de informática Apresentamos o site do  zondle - games to support learning Com auxilio do multi mídia criamos um jogo educativo coletivo, onde as crianças tiveram oportunidade de se familiarizar com o mesmo e autonomia de votar pela escolha qual o jogo do 4º ano. Foi  uma aula bem participativa e todos se envolveram, alcançamos objetivos.


Jogo Educativo 4ºB



zondle - games to support learning